MENINAS,



SEJAM BEM VINDAS!

ESSE BLOG TEM POR OBJETIVO O INCENTIVO Á LEITURA, ONDE NOS TRANSPORTA POR MUNDOS DIFERENTES.

NOSSO COMPROMISSO É SEMPRE MANTÊ-LO ATUALIZADO!

A MARCA DESSE BLOG É NÃO FICAR CAÇANDO AS SÉRIES, POIS TODAS FICAM NA MESMA POSTAGEM, E TÃO LOGO SÃO ATUALIZADAS, SÃO COLOCADAS NA PRIMEIRA PÁGINA DO BLOG.


UM GRANDE BEIJO


LETÍCIA



DEDETIZADORA CAMPINAS E REGIÃO

FALAR COMIGO

22 de fevereiro de 2018

LUCAS -ESPOSAS DA MÁFIA -SANDRA RUMMER

Las Vegas, anos 90. Os sonhos de Giovanna são aniquilados logo no dia da sua lua de mel quando a atitude de Lucas revela como ele encara seu casamento: um peso para os seus ombros e ela uma coitadinha.
Decepcionada, Giovanna se nega a repetir o mesmo erro do passado e estar ao lado de um homem que não a ama. Então, ela o rejeita, lhe negando noites de prazeres em sua cama.
Mas a teimosia da moça é o tempero perfeito para apimentar a luxúria deste mulherengo que passa a querê-la de qualquer jeito. Para conquistá-la, ele lhe faz uma promessa a de lhe ser fiel.
Felipe, filho de Giovanna e sobrinho de Lucas, está se apegando demais a ele. Inclusive o chama de pai. Isso a preocupa, ela então arquiteta uma armadilha para comprovar a veracidade das palavras de Lucas e desmascará-lo.

Capítulo 1

1991, Miami Beach

Lucas

Eu tenho vinte e cinco anos, mais de 1,80 de altura, minha cabeleira era bem negra, abundante. Tenho uma constituição forte, outro predicado de família. Modéstia parte, sou bonito, como toda a família. Venho de uma família nada comum. Meu avô era um gangster na época da lei seca, isso passou de pai para filho. Sou filho da máfia e me orgulho disso.

Hoje é o dia do meu casamento. Um casamento de conveniência.

Assumir a esposa do meu falecido irmão e seus dois filhos é algo inusitado para os de fora. Mas para a nossa família tudo funciona diferente. Nunca pensamos em nós e sim no futuro de nossa família.

Giovanna, por ter dois filhos de Vitor, não poderia se unir a qualquer homem e ela é muito jovem para ficar sozinha. Temos um círculo fechado ao nosso redor. Uma vez dentro jamais poderemos sair, e nem os de fora entrar. Só com nossa permissão. Isso explica a necessidade de eu assumi-la.

Ela precisa dar Graças a Deus por eu ter me casado com ela. Que homem seria louco de assumir uma mulher com dois filhos pequenos e entrar para a minha família? Isso se ele conseguisse, é claro. Sorri aflorando todo o meu humor negro.

Ela tem grandes predicados. Sei que será uma esposa doce, meiga, blá, blá, blá....

Para entrar na nossa família, ela foi escolhida a dedo por meu pai. Ela é de uma família tradicional italiana, órfã de pais, criada pelos tios e que hoje vivem na Sicília e vieram especialmente para o meu casamento. Com um copo de uísque na mão, os vejo conversando com meu pai. Minha noiva está mais adiante conversando com Vincent e Renata.

Comecei a pensar no meu irmão Vitor. Uma coisa que prezamos é a união entre nós. Não temos amigos lá fora, cultivamos o afeto, a honra, e todos outros predicados para o bom andamento da família. Meu irmão fugiu às regras quando se mostrou egoísta e agiu com traição.

Agora aqui estou eu, contrariado, mas resignado. Como um bom filho, fazendo a vontade de meu pai. Mas estou encarando tudo sem neuras e isso tem uma explicação:

Primeiro: Não haverá mudanças na minha rotina diária.

Segundo: Não pretendo deixar para traz minha vida de farras.

Terceiro: Me prender a apenas uma mulher? Por mais doce e meiga que seja a doce Giovanna me lembra uma vida de monotonia. Não consigo me imaginar sem dar meus passeios noturnos.

Me casar não significa deixar para traz minha vida de mulheres, e mesmo porque, só faço sexo seguro com proteção.

Conclusão: Não pretendo ser um santo.

Eu respiro fundo e solto o ar lentamente, saboreando o cheiro de churrasco. Bebi um gole do meu uísque e passei meus olhos pelo corpo dela. Ela tinha tirado o pesado vestido de noiva que deu lugar a um leve e curto verde-escuro.

Sim, ela é bonita. Observei seus seios redondos, seu bumbum arrebitado. Muito gostosa.

Isso, eu não podia reclamar.

Parece até incoerente eu vê-la assim, pois eu sempre a vi como minha cunhada. E ainda não consegui tirar essa sensação esquisita. Não sei como será agora que nos casamos. Acho que isso será com a convivência. Talvez na hora do vamos ver isso mude.

Dizem que o amor te pega quando você menos espera; eu, porém, não acredito na forma como ele é pintado. Eu não acredito em amor arrebatador.

Acho que isso é coisa de filmes hollywoodianos.

Giovanna

Tentando me recuperar de um terremoto que me derrubou. Tentando sair dos escombros pesados que caíram sobre mim e segui em frente com minha vida.

Seguindo meu destino inevitável, me casei com Lucas. Um homem com um pouco de menino com covinhas e lábios carnudos. Ninguém sabe, mas eu sempre o admirei de longe. Nunca admiti isso em voz alta, nem para mim mesma e nem poderia, minha condição era outra. Na época eu estava casada com meu falecido marido, Vitor.

Hoje sinto que tudo tem caminhado muito devagar entre nós. Um lado meu o entende, Lucas sempre me respeitou, afinal, eu era esposa do seu irmão. Só que agora tudo mudou e Lucas me olha do mesmo jeito. Tenho tido um Lucas, respeitoso, atencioso. Ele era incrivelmente doce, mas não passávamos disso.

Nesses seis meses que se passaram, desde a morte de Vitor, ele veio me ver. Nos primeiros meses, eu me senti meio tonta, depois resignada e em todas as vezes, me senti insegura, boba... O tempo foi passando mais um sentimento se uniu a tudo isso, eu comecei a gostar das visitas de Lucas e me sentir feliz.

Na verdade, eu estava vivendo um pequeno caos. E nem eu mesma entendo o sentimento que Lucas desperta dentro de mim.

Uma coisa era certa, Lucas, mesmo com seu jeito pacato, ele conseguiu aflorar a romântica incurável que reside dentro de mim. Eu passei a sonhar em ser abraçada por ele, sentir seu corpo forte junto ao meu.

A verdade?

Queria ser capaz de estalar os dedos ao garoto sexy e trazê-lo de joelhos.

Agora eu estou aqui, na minha festa de casamento, me servindo de um suco gelado olhando para Lucas. Ele está ali, sozinho, sua fisionomia está bem relaxada, na verdade ele parece completamente à vontade, com um copo de uísque nas mãos, observando a festa distraidamente.

Ele não é nada parecido com Vitor, o cara engomadinho que eu me casei. Que adorava exibir seu relógio de ouro e se cobrir de roupas caras, com suas camisas engomadas de colarinho muito bem esticado.

Lucas, não. Seu estilo de roupas é bem diferente. Um estilo mais despojado, mas não desleixado. Adorava roupas esporte-fino, sem aquela neura pelo certinho. Um Bad boy cheiroso e bem arrumado.

Se eu conseguisse expressar o que sinto hoje, eu lhe diria: Minha pele quer sentir o toque da sua, meus lábios o toque dos seus. Seu sorriso lindo e seu jeito de menino me fazem esquecer todo o peso que suportei ao lado de um homem frio, que não me amava e pouco se importava comigo.

Mas isso eu tinha vergonha de confessar. Mas acredito que quando estivéssemos sozinhos ele leria em meus olhos tudo isso.

Agora eu tento entender a profundidade que habita dentro dele. Em seus olhos distraídos, pensativos.

O que ele está pensando?

Como ele está encarando tudo isso?

Ele seria um bom marido? Seria fiel? Ou seria como Vitor, que não podia ver um rabo de saia?

O garçom parou ao seu lado e Lucas deposita o copo vazio e pega outro. Esse é o quarto copo de uísque. Isso o que eu contei. Sua atitude me preocupa.

Por que ele precisa beber tanto? Precisa de forças para me encarar? Me sinto triste pensando nisso. Quero muito que dê certo nosso casamento.

Ouço um choro de criança, imediatamente olho na direção da minha sogra que está com Felipe no colo ao lado da babá com Marcello. Parece tudo bem. Mais à frente vi a criança que chorava agarrada as barras do vestido de sua mãe, deveria ter uns três anos. Respirei aliviada. Hoje eu e Lucas sairemos da festa sem levar meus filhos conosco. Teremos dois dias para ficarmos sozinhos. Felícia, minha sogra, com a ajuda da babá, ficará com eles.

É a primeira vez que me separo deles, mas sei que é preciso.

Como leva-los para a nossa breve lua de mel?

Meu coração se aperta e com um sentimento de perda. Resolvo ir até eles para ver como eles estão. Marcello de oito meses está dormindo no carrinho e Felipe de três anos no colo de Felícia abriu um sorriso lindo quando me viu e estendeu os braços. Quando eu fui pegá-lo, Felícia não permitiu.

—Nada disso, hoje é dia do seu casamento. Vá ficar ao lado do seu marido. Já não deu a hora de vocês partirem? E não sei se reparou, Lucas está bebendo demais.

Suspiro e concordo com um gesto de cabeça. Quando me afastei dela, Felipe começou a chorar querendo meu colo.

—Mamãe. Eu quero minha mãe.

Doeu dar às costas para ele. Expiro fundo e caminho até onde Lucas está. Há falatórios em todos os lugares. Pessoas rindo, música alta. Realmente, estou cansada. Graças a Deus tirei o vestido pesado e uso um mais leve, pois está quente o dia hoje.

Lucas vira o copo de bebida e bebe todo o seu conteúdo. Quero tirar Lucas daqui. Ele está bebendo demais. Pelo visto, não foi só eu que percebeu isso. O seu pai também. Ele tirou o copo das mãos dele e depois de lhe dar um sermão se afastou. Lucas parece resignado. Seus olhos passam por todos e logo encontram os meus.

Consciente de seu olhar, eu lhe atiro um sorriso hesitante e continuo minha caminhada até onde ele está.

—Podemos ir? —Pergunto quando estou próxima a ele. Estudo sua expressão. Quero muito tentar entender o que ele está sentindo sobre tudo isso.

Mas ele me olha enigmático.

—Claro. —Ele me deu um sorriso e seus olhos caem no meu decote. — Mas antes, preciso ir ao banheiro.

Sua voz está estranha, pastosa. Assinto para ele e o vejo se afastar. Mas antes de pensar sobre isso, uma linda garota de cabelos pintados de ruivos se aproxima de mim.

—Olá, Giovanna. Parabéns pela união de vocês.

—Obrigada. —Sorri, tentado lembrar de onde eu a tinha visto. Mas sem sucesso. —Com sua licença.

—Espero que o casamento de vocês dê certo. Você nem o conhece direito, não é mesmo?

Eu a encaro enigmática.

—Conheço o suficiente. Passamos seis meses nos conhecendo.

Ela ri.

—Querida, isso não é nada. Não se engane com essa fachada de bom moço que Lucas passa. Eu o conheço muito bem, passamos do limite patrão funcionária. Se é, que me entende? E ele bebendo desse jeito, parece que está preso, não é mesmo?

Respiro fundo enchendo meus pulmões.

Por que ela está me falando isso?

Isso é coisa de mulher magoada.

Mas a sensação que talvez ela esteja me dizendo algumas verdades, me enche de medo. Me decepcionar com as pessoas não era novidade. Para mim era uma sensação familiar. Já senti isso antes com Vitor, mas numa escala maior, em um grau mais intenso. Ele logo me mostrou o tipo de homem egoísta que ele era.

—Por que está me dizendo isso?

—Achei por bem te alertar a queda será menor quando você se decepcionar com ele. —Ela se aproxima mais de mim. — E escute. Você não vai entender isso agora, mas lembre-se disso mais tarde. Lucas adora conquistar. Ele adora testar sua masculinidade, então, estou baixando suas expectativas. Para o seu próprio bem.

Fecho os olhos e começo a contar até dez, mas antes de terminar, me lembro quem ela é.

Claro!

Sei quem é ela! Antes ela pintava o cabelo de loiro, por isso não a reconheci de imediato.

—Eu sei quem você é. Raquel, não é? Você foi o último caso de Vincent.

Saiu com Lucas e para a frustração dela, ele agora se casou comigo.

Os olhos dela chispam em minha direção.

—Sim, eu saí com Vincent. Mas isso não vem ao caso.

Não? Sorri. Ela me parece uma mulher frustrada, uma malcomida idiota. Penso comigo.

— Entendo sua revolta. Se eu tivesse sido deixada duas vezes, como você, pensaria da mesma maneira.

Com essas palavras eu me sinto melhor na mesma hora, a tensão se esvaindo do meu pescoço e dos ombros.

Fez-se um longo silêncio. Ela me olha com ira nos olhos.

—Sei que esse casamento é forçado, tanto para ele, como para você. Mas querida, quero te dizer que diferente do que pensa, eu chutei Lucas, não o contrário. E não sei porque me dei o trabalho de vir aqui falar com você!

Será verdade mesmo isso?

Duvido!

Ele se afasta e eu agora me sinto insegura com as palavras dela. Minhas pernas estão tremendo. Baixei meus olhos tristes e respirei fundo.

—Tudo bem?

Eu ergo meu rosto e encaro um Antony preocupado. Forço um sorriso para ele.

—Acho que sim.

—Raquel falou algo para você? O que ela queria?

Eu lhe dei um sorriso.

—Pare de se preocupar, eu estou bem. Lembre-se que seus conselhos se limitam aos negócios da família. Você não é o nosso terapeuta familiar.

Ele sorriu com humor.

—Tudo bem, mas uma coisa eu tenho a lhe dizer, seja lá o que ela tenha lhe dito, esqueça! Aposte em seu casamento. No começo vocês passarão por um processo de adaptação, conhecimento mútuo. Isso fortalecerá o laço entre vocês. Tenho certeza que dará tudo certo. Você é uma mulher maravilhosa e ele enxergará isso.

As palavras de Antony me fizeram tão bem e me confortaram, meus olhos estão cheios de lágrimas.

—Obrigada, Antony.

Eu o abracei, ele me envolveu em seus braços fortes. Quando nos afastamos, Lucas estava ao nosso lado, parado, nos observando.

—Podemos ir? —Ele pergunta, lançando um olhar de desagrado para Antony. Isso me faz bem.

Ele está com ciúmes de Antony?

—Sim, claro. —Eu digo com um meio-sorriso.

—Não sabia que você e Antony eram tão íntimos? —Ele pergunta com fala arrastada.

Eu respiro fundo.

—Íntimos? Somos bons amigos.

Eu fiquei olhando para seus olhos castanhos e que hoje estavam avermelhados nos cantos. Com certeza, por causa da bebida.

—Tudo bem. Vamos?

Ele segura a minha mão e me puxa para fora da festa. Eu estremeço com o contato.

Nos despedimos brevemente de pessoas que encontramos pelo caminho até a saída. Muitos deles estranhos para mim, mas que de uma maneira ou outra estavam ligadas a família. Lucas agradeceu com um sorriso a todos e fomos em direção ao carro.

Desde que saímos da casa, percebi que ele não parecia nada bem. Seu andar não era firme ao meu lado. Era claro que ele tinha exagerado na dose hoje. E isso me faz pensar em todos os questionamentos que fiz quando o avistei bebendo, antes mesmo de Raquel aparecer.

Lucas abre a porta do Mercedes prata para mim. Eu deslizo para dentro dele, em seguida ele entra, ocupando o lugar ao meu lado. O perfume amadeirado-sua marca registrada-enche o ambiente.

Agora iremos para uma casa de veraneio aqui mesmo em Miami com uma linda vista para a praia. Logo que o carro começa a se mover, ele fecha seus olhos e passa uma das mãos em um dos olhos e depois a deposita ao meu lado. Apertei minhas mãos no colo e lutei com o impulso de tocar a dele. O estudei por um momento, me recusando a perder as esperanças que esse tempo juntos nos aproxime mais.

Eu quero muito que ele seja a minha alma gêmea. Que tenha todos os predicados que Vitor não tinha como lealdade, inteligência, humor. E, principalmente, que ele pense muito na família. Que ela seja sua prioridade.

Seguro a vontade de chorar ao me lembrar do meu casamento com Vitor.

Não! Não podia me entregar a auto piedade. Eu estava cheia de sentir pena de mim mesma.



LIVRO NO AMAZON

21 de fevereiro de 2018

The Dirty Billionaire Trilogy - Meghan March

TODOS OS LIVROS

Dirty Billionaire - Livro 01

Eu tenho um pau grande e uma conta bancária ainda maior. Isso é muito bonito e onde minha biografia termina. Honestamente, eu não preciso dizer mais nada. Eu só levei 99% das mulheres para casa comigo.Eu soo como um idiota para você? Isso é porque eu sou.E adivinha? Isto está muito bem para mim.Ou pelo menos estava, até que eu a conheci.Livros falam sobre faíscas. Foda-se essa merda. Com ela, era como erupções de emergência misturadas com combustível de avião. Ou talvez apenas em linha reta para a gasolina.Só tem um problema.Ela não quis me dizer o seu nome ou o número dela quando desapareceu do quarto de hotel após a mais quente porra de noite da minha vida. Agora eu tive um gosto da buceta mais doce, mais rara de todas as bucetas, e eu precisava dela novamente.Então, o que é que um idiota faz?Levei este problema para a rua, uma conexão perdida que se tornou um vício.E quando eu a encontrar? Eu estou mantendo-a.


Dirty Pleasures - Livro 02

Eu fiz isso. Casei-me com um bilionário.Minhas razões são minhas, mas a última coisa que eu esperava era me sentir sua propriedade. Eu posso ter tomado os votos, mas eu ainda estou determinada a ser eu.Agora suas regras estão assumindo o meu mundo, mas eu não sou o tipo de garota que apenas obedece.Há apenas um problema: eu poderia realmente estar apaixonada por ele.Eu não tenho nenhuma ideia de pra onde este casamento está indo, mas vou segurar um pedaço de mim mesma estão sucumbindo a seus prazeres sujos e me preparar porque esse parece o passeio de uma vida.


Dirty Together - Livro 03

Minha esposa. Eu amo dizer essas palavras. Ela é minha, e se ela acha que eu vou deixá-la correr sem persegui-la e trazê-la de volta para onde ela pertence , então ela está prestes a ser introduzida para uma nova realidade. Porque eu vou lutar sujo para dar-lhe o felizes para sempre que ela merece.

SÉRIE OVERRULED

LIVROS
CADA LIVRO UM CASAL DIFERENTE :D

Como todo advogado de defesa DC, Stanton Shaw mantém a cabeça fria, suas perguntas são agudas, e seus argumentos irrefutáveis. Eles não chamam de o Encantador do Júri por nada.
Com seu sotaque sulista, sorriso encantador e os cativanetes olhos verdes, ele é um homem para quem é difícil dizer não. Os homens querem ser ele e as mulheres querem ser exaustivamente interrogadas por ele. Stanton é um homem com um plano. E por um tempo, a vida estava indo de acordo com o plano. Até o dia em que ele recebe um convite para o casamento de sua namorada da escola e mãe de sua amada filha de dez anos. Jenny vai se casar...com alguém que não é ele. Isso definitivamente não é parte do plano.
Sofia Santos cresceu na cidade, uma litigante sensata que planeja se tornar a advogada de defesa mais reverenciada no país.
Ela não tem tempo para relacionamentos ou distrações.
Mas quando Stanton, seu "amigo com benefícios surpreendentes", pede ajuda, ela está fora do seu elemento, de sua força, e, obviamente, completamente insana. Porque concorda em ir com ele até o meio do nada (Mississippi) e fazer tudo o que puder para ajudá-lo a reconquistar a mulher que ama. Sua cabeça lhe diz que ele é louco ... mas seu coração diz o contrário.
O que acontece quando se mistura um povo de cidade pequena, dois advogados profissionais, a rainha do baile, quatro irmãos mais velhos, algumas salsichas, Jimmy Dean e uma avó pistoleira? O Bourbon é consumido, paixões surgem e até mesmo os melhores planos são substituídos pelos desejos do coração.


Sustained

Série The Legal Briefs



Quando você é um advogado de defesa em Washington/DC, você vê em primeira mão quão difícil a vida pode ser, e, às vezes, a única maneira de sobreviver é a mais difícil.

Eu, Jake Becker, tenho a reputação de ser frio, insensível e intimidante, e isso me satisfaz. Na verdade, é necessário quando eu estou arrumando uma testemunha para depor.
Complicações não funcionam para mim, eu sou um tipo de homem com "necessidade de saber ".
Se você é meu cliente, diga-me os fatos básicos. Se você é meu par, fique apenas com o que depõe a seu favor. Eu não sou um terapeuta ou o Príncipe Encantado, e não pretendo ser. Então Chelsea McQuaid e seus seis sobrinhos e sobrinhas órfãos vieram e complicaram o inferno na minha vida. Agora eu estou indo para classes Mommy & Me, para shows do One Direction, para o plantão de emergência, e discutir casos no escritório do diretor.
Chelsea é muito doce, muito inocente e muito linda para seu próprio bem. Ela tenta ser dura, mas não é. Ela precisa de alguém para ajudá-la, defendê-la... e das crianças. E isso... isso eu sei como fazer.





Sidebarred


Série The Legal Briefs



Houve um momento em que Jake Becker conseguia juntar tudo.



Ele era controlador, determinado, implacável -dentro e fora do tribunal.
Então, seis órfãos irresistíveis e sua Tia dolorosamente linda caíram em sua vida perfeitamente ordenada.
Eles mudaram tudo. Eles o mudaram. Agora ele é um marido, um membro íntegro da sociedade, uma figura de pai-homem de família. E ele é muito bom nisso.
Claro, ele tem que apartar lutas entre irmãos, reaprender álgebra, garantir a seus clientes permanência na cadeia, e manter sua esposa feliz, finalmente parece como se tudo tivesse certo novamente...
Então, é claro... Algo tem que estragar tudo. Uma coisa enorme. Uma mudança de vida. Algo tipo assustador.
E vai ser a coisa mais incrível, perfeita que ele algum dia pode fazer.

18 de dezembro de 2017

SÉRIE TRIPLE THREAT



Merger: A Mafia Love Story (Triple Threat # 3) - R.E. Saxton



É como um conto de fadas quando Dominic resgata Lily de uma situação ruim no México. Ele a fez se apaixonar por ele e eles se casaram dentro de uma semana. Somente após o casamento é que ela descobre que seu marido tem mais em comum com o Maquiavel do que com o Príncipe Encantado. O mafioso implacável deliberadamente se aproximou dela para usá-la como moeda de troca contra seu pai, que está dirigindo uma investigação sobre os laços da máfia com a família Rinaldis. Seu relacionamento é uma fusão, não um casamento. Ele acredita que Lily é doce e bajuladora. Ele realmente acha que ela não lhe dará nenhum problema.
Mas seu novo marido está muito enganado.

Resultado de imagem para R. E. Saxton - A Mafia Love Story-Triple Threat

28 de outubro de 2017

A SEGUNDA ESPOSA

Khadija Zahrah Abdala perdeu seus pais quando tinha dez anos de idade. Seu pai era árabe, sua mãe inglesa. Ela nunca precisou seguir os costumes rígidos, seus pais eram mais liberais. Mas com a morte deles, tudo mudou e Khadija foi morar com seu velho tio, irmão mais velho de seu pai e que por muito tempo morou no Marrocos e que segue a tradição ao pé da letra.
Ela passa então, a ser criada para casar, seguindo a tradição, pois segundo seu tio, essa era a função da mulher no mundo árabe.
Um pretendente lhe é arranjado. Zafir Youseef Xarif.  Um CEO, lindo, charmoso e rico...ela se casa com ele.
Zafir se mostra tudo que uma mulher deseja ver em um homem. Romântico, cuidadoso, carinhoso. Logo ela se apaixona por ele e deixa de se sentir como um cordeirinho sacrificado.
Masssssssss.........
Khadija não sabe: ela será a segunda esposa.





Que reviravolta cruel!
Eu tinha que compartilhar meu marido. Não era um sapato, não era um vestido, ou um colar, mas sim o homem que eu amava.
Como esquecer tudo que vivemos?
Como não me importar?
Como deixar de sofrer?
Essa era eu. Eu tinha tudo, mas num único momento tudo mudou.
Agora você conhecerá minha história.




Khadija Zahrah Abdala

Vestida com roupas discretas, que não valorizava em nada minhas formas cheguei da rua e entrei no hall da casa de tio Ali. Minha liberdade há tempos estava comprometida. Estava vestida com roupas escolhidas pelos meus tios. Minhas lindas roupas se foram, agora eu vestia para agradá-los. Elas eram tradicionais, austeras.
O cheiro forte de incenso indicava que alguma coisa estava diferente. Meu tio recebia alguma visita.
Me lembrei do carro preto e imponente estacionado em frente à garagem.
Era um clima inconfundível de recepção a alguém importante. Uma nuvem negra passou na minha mente quando me lembrei que meu tio sempre que podia batia na mesma tecla, que eu já estava na idade de casar, vivia me preparando psicologicamente para eu aceitar o dia que eu ia conhecer meu pretendente.
Com essa sensação de mudança que eu teria na minha vida, eu estaquei. Senti um nó na garganta que lembrava medo.
Da sala eu podia ouvir o burburinho de vozes. Tremendo me aproximei mais.
—Ela chegará daqui a pouco. Só foi comprar café.
Apertei o pacote de café que eu carregava em minhas mãos.
Droga! Eles estavam falando de mim para alguém.
Respirei fundo, com o coração agitado no peito e as pernas moles, passei pelo hall e entrei na sala.
No lindo sofá negro um homem grisalho estava sentado com uma mulher também grisalha. Ele deveria beira uns 80 anos e ela uns 65. Meu tio quando me viu sorriu para mim. Eu estremeci.
—Khadija! Vem minha querida, quero te apresentar a família de seu futuro noivo...
Me senti uma prisioneira de uma situação que eu já tinha discutido com meu tio e que não concordava.
Se meus pais fossem vivos, eu não estaria nessa situação. Desde que eles morreram num acidente de carro, eu estava morando com meu velho tio, que tinha uma mente retrógada, com pensamentos de nossos antigos costumes.
—Salam Aleikum. —Eu cumprimentei a todos. Baixei os olhos e o rosto em respeito, serviçal, como meu tio ensinou e não encarei o senhor à minha frente.
—Aleikum Salam. —O senhor me cumprimentou com um sorriso.
—Khadija, sente-se habibi. Você se lembra que conversamos a respeito desse dia?
Meu tio me apontou um lugar vago no sofá ao lado dele. Assenti para ele obediente, coloquei o pacote no aparador e as chaves e me sentei. Me sentindo encurralada, fitei minhas mãos no colo. 
—Esse é o senhor e senhora Youseef Xarif. Eles vieram especialmente para te conhecer.
Eu encarei meu tio e assenti, sorri para ele e depois olhei para eles. Eu não sabia o que fazer, estava um pouco envergonhada com a situação.
—Você cursou até que ano? —O Senhor perguntou.
—Fiz até o ensino médio.
Meu tio sorriu e explicou:
—Ela não prosseguiu com os estudos devido a tristeza que acometeu nossas famílias. Khadija perdeu os pais cedo, veio então morar comigo. Desde esse dia, eu a tenho preparado para contrair matrimônio.
—Você tem quantos anos minha jovem? — A senhora Youseef Xarif me perguntou.
Respirei fundo e me obriguei a olhar para ela.
—Vinte e dois Anos. — Engoli, lutando contra as lágrimas; isso era difícil, muito mais difícil do que eu imaginara
O senhorzinho sorriu com aprovação. Era natural na minha cultura as famílias, no caso, os pais do meu pretendente, conhecerem a futura esposa primeiro. Caso eles se agradassem, eu conheceria o filho deles.
—Você sabe cozinhar? —A senhora Youssef perguntou.
Meu tio respondeu por mim:
—Maravilhosamente bem. Ela aprendeu com sua falecida mãe. Faz um carneiro como ninguém. E a minha esposa também tem lhe dado algumas aulas de culinária.
—Tudo bem, só perguntei para conhecê-la melhor. —Sim, para saber se eu era prendada e serviria bem meu marido.
A senhora sorriu para mim com simpatia, eu forcei um sorriso.
—Você não parece muito feliz com a possibilidade de se casar?
A pergunta dos Youssef me fez me lembrar das palavras de meu tio quando eu passei a morar com eles:
"Esqueça sua vida passada, você agora tem obrigações comigo, afinal, eu que te sustentarei daqui por diante."  Na minha ingenuidade eu não sabia o peso delas. Agora eu as entendo muito bem, eu apenas serei sacrificada como um carneiro.
Como emudeci, meu tio me olhou com apreensão:
—Imagina! É que minha Khadija é tímida. Não é habibi? 
Eu fiquei com dó dele, afinal ele fora criado assim e pensava ser o melhor para mim. Como um robô, eu concordei com um gesto de cabeça dizendo:
—Sim, meu tio.
Titia surgiu na sala e convidou todos para participarem do café da tarde. Logo ocupamos nossos lugares à mesa. Como em câmera lenta, observei meu tio e minha tia não pouparem elogios a minha pessoa.
Quem era o meu pretendente?
Por que esse mundo era tão machista ao ponto de eles virem a minha casa para me conhecerem, sendo que meu tio, nem conhecia direito meu noivo?
Com certeza o fato de ele ser rico era o requisito necessário para eu ser sacrificada.
E a índole do homem, ninguém questionava?
Logo ouvi eles comentarem que meu casamento seria no Marrocos.
O quê? Por que eu teria que ir até Marrocos para me casar? Pelo que eu entendi, meu noivo morava em Londres?
Quando começamos a comer, a conversa finalizou. Isso meu falecido pai me ensinou. Sentar-se à mesa para comer era algo sagrado, como um ritual, sem conversas, sem distrações. No máximo elogios pela comida.
Enquanto eu comia, seguindo todas as regras de etiqueta, usando os talheres certos, cada vez que nos era servido um prato —Assimiladas por um curso que fiz e pago por meu tio— a palavra "Marrocos", ficou piscando na minha cabeça.
Fica calma. Seus familiares são procedentes de lá, e seu noivo deve ter uma família numerosa lá, também.



https://www.amazon.com.br/dp/B076YCY34H/ref=sr_1_16?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1509222298&sr=1-16

12 de setembro de 2017

MR. ROMANCE

ESSE LIVRO ESTÁ BEM TRADUZIDO, MARAVILHOSO.
LIVRO INSTIGANTE E GOSTOSO DE LER
APROVEITEM!


PARA BAIXAR CLICAR NA CAPA

Max Riley pode fazer com que as fantasias mais incríveis ganhem vida: sob o alter-ego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro homem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando sua identidade e suas artimanhas. Desesperado para proteger seu anonimato, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história. Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?

11 de setembro de 2017

A BELA E A FERA



UM CLÁSSICO NOS TEMPOS MODERNOS.

Após o acidente que o deformou, Santino nunca mais foi o mesmo. Seu coração foi rachado como o seu rosto. Se fechando para todos, ele se afasta; tendo como única preocupação e foco: o seu trabalho.
Três anos depois, a notícia que seu pai está muito doente, força seu retorno para casa e seu reencontro a mulher do seu passado.
A linda e doce Marina era uma tortura. Uma garota determinada que se aproximava dele cada vez mais e o instigava a sair das sombras.

AMAZON

7 de agosto de 2017

SÉRIE EM CHAMAS


ARDENTE+ EM CHAMAS – SYLVIA DAY


Ardente


“Ardente é a primeira de duas novas novelas contemporâneas de Sylvia Day, autora número 1 das listas internacionais de mais vendidos."

Nunca misture trabalho com prazer. Nunca fale de política dentro do quarto. De certa forma, no momento em que me tornei amante de Jackson Rutledge, fiz exatamente essas duas coisas. E não posso dizer que foi por falta de aviso.
Dois anos depois, ele voltou. Mas eu não era mais a garotinha que ele havia conhecido, enquanto ele não mudara nada. Ao contrário da última vez em que nos esbarramos, eu sabia exatamente com quem estava lidando… e quão viciante seu toque poderia ser. Só que desta vez eu conhecia as regras do jogo. No ambiente competitivo e impiedoso do mundo dos negócios, há uma regra que vale para todo mundo: mantenha seus inimigos por perto, e seus ex-amantes mais perto ainda…



LIVROS

Afterburn (Ardente)

Perceber o quanto Jax ainda me afetava foi difícil de engolir. Ele só tinha feito parte da minha vida por cinco semanas, há dois anos. Mas agora ele estava de volta. Envolvido em um acordo de negócios que eu tinha trabalhado duro para fechar. E Deus, ele era magnífico. Seus olhos eram de um castanho tão escuro quase negro. Com cílios grossos, eles eram implacáveis em sua intensidade. Algum dia eu realmente cheguei a pensar que eles eram suaves e calorosos? Não havia nada de suave sobre Jackson Rutledge. Ele era um homem duro e cansado, vindo de um mundo implacável.
Naquele momento eu entendi o quanto queria desvendar o mistério de Jax. Já era ruim o suficiente o fato de eu não me importar o quanto isso ia me custar…





A


Aftershock (Em Chamas)




Nunca misture negócios com prazer. Nunca traga política para o quarto. De certa forma, no momento em que me tornei amante de Jackson Rutledge, fiz exatamente essas duas coisas. E não posso dizer que não foi por falta de aviso.
Dois anos depois, ele voltou. Envolvido em um acordo de negócios que eu tinha trabalhado duro para fechar. Sob a tutela de Lei Yeung, uma das empresárias mais importantes de Nova York, aprendi uma ou duas coisas desde que Jax se afastou. Eu não era mais a garotinha que ele conheceu, mas ele não tinha mudado. Ao contrário da última vez em que seguimos caminhos diferentes, desta vez eu sabia exatamente com o que estava lidando… e o quanto viciante seu toque poderia ser.
O círculo interno de glamour, sexo e privilégios era parte da vida de Jax – mas desta vez, eu sabia as regras do jogo. No mundo impiedoso dos negócios, só há uma regra: manter seus inimigos próximos e seus ex-amantes mais perto ainda…




RAPTADA PELO BANDIDO


        Se prepare para fortes emoções. Uma boa trama, diálogos inteligentes e muitas reviravoltas.
        Tiros, sequestro, investigação, brigas tudo isso num lindo romance.
 
 
        SINÓPSE:
 
 
        Ryan Miller
 
        "Meu Deus ela não pode ficar com Tom. Amo Abby e farei de tudo para ter a guarda da minha sobrinha."
        Abby é uma linda garotinha de cinco anos, filha de Tom, o chefão do Bloods. Ryan irmão de Tom quer a guarda da menina. Ela está passando uns tempos em sua casa. Ele a ama e não se conforma de sua sobrinha ficar nas mãos de seu irmão um bandido.
        Ryan, sem saber, contrata Rebeca, a policial que ficará infiltrada em sua casa.
 
        Sophia Anders
 
        Sophia é uma investigadora, sabe tudo sobre Tom Miller. Ela o estudou, antes de pegar esse caso.
        Ao se infiltrar na casa dele, a última coisa que ela espera é ser empurrada para o mundo do infame criminoso Tom Miller, um homem perigoso que todos odeiam e o temem.
        Quanto mais ela tenta afastar seus sentimentos, mais ela se vê envolvida com ele, tirando o controle que ela se agarra desesperadamente.
        Tom Miller
 
        "Meu nome é Tom Miller, um grande Chefão do tráfico de drogas, minha gangue é os Bloods. Sou poderoso, reverenciado e temido no meu meio e entre meus homens."
        Tom Miller sempre teve o poder e o controle. Depois de uma vida cheia de crimes em um bairro violento, ele volta para sua cidade natal. Na casa de seu irmão, ele conhece a linda Rebeca, a babá de sua filha, Abby, contratada pelo seu irmão.
       Ele se sente logo atraído por Rebeca. Acostumado a ter tudo que ele considera seu, tenta fazer com que ela se apaixone por ele, antes que ela descubra o lado obscuro de sua vida. O que ele não sabe é que Rebeca, nada mais é que Sophia, policial da força tática, infiltrada para colocá-lo na cadeia.


LIVRO COMPLETO:

https://www.amazon.com.br/RAPTADA-BANDIDO-MILLER-NOVEL-Livro-ebook/dp/B074LYRJT6

AMORES EM CADEIAS

LIVROS


Amores em Cadeias - Livro 01 - Perdição Texana-Lorrane cocó

 Perdição Texana(Amores em Cadeia #1)
Tucker é um magnata da indústria petrolífera. Acabou de se tornar responsável pelo seu sobrinho Tommy, um órfão, após a morte repentina de seu pai em um acidente de carro em que a criança estava presente, e que desde então não falou. Resolveu levá-lo a uma terapia com cavalo, que lhe recomendaram. Na chegada, ele descobre que a proprietária da fazenda lhe provoca uma série de reações até então desconhecidas para ele. Após a morte de seu pai, Natalie transforma a fazenda da família em um centro de equoterapia para crianças com problemas. Espera ansiosamente a chegada à fazenda de um empresário proeminente que vai inscrever o seu sobrinho. Ela espera que seu projeto seja interessante para ele, de forma que esteja disposto a investir nele para que possa permitir o acesso ao curso às crianças sem recursos. Mas não contava com as reações que este homem arrogante, ditatorial e extremamente atraente provoca nela. Quando ele decide ficar hospedado no rancho, o mundo de Natalie está irremediavelmente revolucionado.



2 - Renúncia, meu amor

Andy retorna de sua viagem ao Texas para se juntar após as férias, para trabalhar. Mas algo mudou; Cox a pessoa idosa, relegou a gestão da empresa nas mãos de seu neto Daniel aventureiro. Cheio de idéias inovadoras que irá colocar sua vida em ordem de cabeça para baixo.

Daniel Cox, é o herdeiro das grandes cadeias hoteleiras e de turismo Cox. Nós esperamos grandes surpresas Ao tomar posse. O primeiro, Andy, o principal assistente executivo ao seu avô. Uma mulher misteriosa que parece têm interesses aquando da realização de novos projetos da empresa.



3 - Unidos por um anjo

Julia tem acabado de terminar com seu noivo, depois de sofrer a maior traição de sua parte. Isto irá repensar sua vida e decide mudar seus planos para ela como executivo de marketing em uma grande empresa, e aceitar um emprego temporário durante o verão, como uma babá, que vai ganhar o suficiente para ir a Paris para uma temporada. Para fazer isso, cuidar do bebê inesperado Alan Rickman, um empresário importante que tem a duvidosa honra de ter todos os defeitos que ela odeia em um homem. Mas ele precisa de sua ajuda para aprender a ser um pai de um pequeno, que irá mudar suas vidas para sempre.



4 - Um casamento sem morangos

Para o trabalho, Julia e Alan, eles tiveram que ir atrasando seu casamento. Mas, finalmente, eles foram capazes de definir suas agendas. Eles estavam a realizar um casamento de inverno agradável na companhia de toda sua família e amigos. Mas alguns segredos, intrigas e culinárias caprichos colocaria em risco a cerimônia, que acabam se tornando um emaranhado maravilhosa de encontros, ligações perdidas e morango caos aromatizados.


Não ficar com o desejo de saber o que vai acontecer em Nova York. A resposta está dentro destas páginas.



5 - Gotas de chocolate e hortelã
Katherine é a conselheira do amor do momento. Cada semana recebe centenas de cartas de leitores procurando uma solução para sua vida amorosa, uma mulher cruel com o sexo masculino. Ela ama o seu trabalho, mas sua popularidade crescente começa a carregar outros tipos de tarefas, tais como entrevistar o recentemente nomeado como "homem mais sexy do mundo", um cantor country chamado Randy Buxton, que, até agora, tem sido mantido completamente longe da imprensa, dando a impressão de ser bastante mal-humorado.
Randy tem uma bem-sucedida carreira musical, que pode mudar radicalmente se não começar a dar entrevistas. Para resolver esta situação, a agente dele, Tess McGee, organiza uma entrevista com a jornalista mais controversa da atualidade, Katherine. Mas Randy não está disposto a ser entrevistado pela "Miss destroça-homens", sem oferecer resistência. O que eles não sabem é que essa mulher vai ser uma tempestade que irá devastar e perturbar a vida de uma forma surpreendente.

6 - Minha pequena tentação

Mc Kenna Atkinson apenas pensei vingar a morte de sua irmã, mas ele estava prestes a fazer isso tornou-se mais uma vítima e a única testemunha de um assassinato. Para capturar os culpados devem deixar a polícia guardava como um prisioneiro quando ambos os assassinos e aqueles associados com eles, tentando acabar com sua vida.
Robert é um dos melhores detetives de homicídios em Nova York. Conhecer os seus deveres e obrigações. No entanto, a testemunha cuja proteção acaba de ser atribuído emoções novo despertou nele. Entre eles, um instinto de proteção que vai além de seu papel como polícia e pedindo-lhe não só poderia ser, mas não querendo deixá-la

9 de julho de 2017

SÉRIE FRIEND ZONED 1 AO 3




Friend-Zoned (Friend-Zoned -1 ) by Belle Aurora


LIVROS



Série independente. Cada livro é de um casal diferente. O livro 4 ainda não foi lançado, em inglês





Nikolai Leokov nunca pensou que iria se apaixonar pela única mulher com quem já fez amizade. Valentina Tomic tem dificuldade para se comprometer depois de sofrer uma grande traição. Quando Tina decide fazer algo para melhorar o dia de Nik, ela não pensou que iria acabar por fazer amizade com este homem duro. Nik nunca esteve perto de uma mulher tão amorosa e que não esperava nada em troca. Tina e Nik, cordialmente convidam você a ler Friend-Zoned , uma história de amizade, humor e amor.




Asher 'Ghost' e Natalie Collins Kovac compartilharam uma noite de paixão. Nenhum deles pode esquecer.
Então, por que é tão difícil para eles estar perto um do outro?
Sem esperança de ficarem juntos, eles decidem ir por caminhos
separados. E, de alguma forma, tornam-se mais próximos do que nunca.
Só amizade será o suficiente para o casal?

1 de julho de 2017

Série Mallick Brothers - #1 Shane

 Eu deveria passar despercebida, mantendo minha cabeça baixa, ficando longe de problemas.
E ‘problema’ era exatamente o que Shane ‘Maldito’ Mallick era. Um quebrador de rótulas, um agiota, conquistador. Problema com P. Maiúsculo.
E absolutamente, a última coisa que eu precisava em minha vida...

🌶️ Livros independentes


26 de junho de 2017

THRONE OF TRUTH


Desde que minha vida mudou pela segunda vez e não necessariamente para melhor. Dois anos desde que troquei as barras da prisão pelas ruas caçando uma fugitiva que eu conheci em um beco.
DOIS DIAS
Desde que esqueci como mentir, acordei com os punhos, e persegui a menina que tinha sido roubada de mim.
DUAS HORAS
Para salvá-la, resgatá-la, manter minhas mentiras intactas. Ela olha para mim cheia de ódio. Eu olho para ela cheio de confissão.
DOIS MINUTOS
Para a nossa relação mudar de antipatia mútua para debatendo com incógnitas. Eu a machuquei. Agora, ela me machucou. Eu acho que estamos quites.
DOIS SEGUNDOS
Para ela ouvir, ver, finalmente, saber quem eu sou. A resposta vem com dificuldade. A resposta não é o que ela quer ouvir.
DUAS RESPIRAÇÕES
Para sair pela porta.
DOIS CORAÇÕES
Para que tudo acabe.