MENINAS,



SEJAM BEM VINDAS!

ESSE BLOG TEM POR OBJETIVO O INCENTIVO Á LEITURA, ONDE NOS TRANSPORTA POR MUNDOS DIFERENTES.

NOSSO COMPROMISSO É SEMPRE MANTÊ-LO ATUALIZADO!

A MARCA DESSE BLOG É NÃO FICAR CAÇANDO AS SÉRIES, POIS TODAS FICAM NA MESMA POSTAGEM, E TÃO LOGO SÃO ATUALIZADAS, SÃO COLOCADAS NA PRIMEIRA PÁGINA DO BLOG.


UM GRANDE BEIJO


LETÍCIA



DEDETIZADORA CAMPINAS E REGIÃO

FALAR COMIGO

9 de novembro de 2015

IN THE STILLNESS



 In The Stillness
Autora: Andrea Randall



 Sinopse:

Natalie é mulher.

Natalie é mãe.

 Natalie é auto flageladora.

 Arranhando as paredes construídas pelo ressentimento, arrependimento e culpa, Natalie se corta como uma fuga de uma vida que ela nunca planejou.
Ficar no presente só é possível quando você deixa ir o passado. Mas, e se o passado não a deixar ir?




"Nunca pensei que iria me cortar de novo, até que me encontrei pensando sobre isso. Quer  dizer eu tenho pensando muito sobre isso desde a última vez que fiz." 



Natalie ela é a personagem principal, teve uma paixão avassaladora na faculdade e nunca esquecida, mas que foi preciso superar, pois eles não foram capazes de superar as dificuldades juntos.

Ryker ele foi o primeiro amor de Natalie, mas tudo acaba, ou melhor, se destrói quando ele volta da guerra após uma perda muito dolorosa e acaba passando por um trauma muito grande psicologicamente.


 "Eu iria passar por cada segundo que mais uma vez, isso significava que eu ainda tenho a sensação de que tipo de amor - nem por um momento."



 Eric, é o que Natalie achou que seria sua escoria, e no momento que ela precisou foi mesmo uma, mas ele nunca foi o verdadeiro amor dela e também foi a decepção dela e ao mesmo tempo o que ela precisou pra se tornar uma mulher de verdade e não uma garotinha mimada

 "Fugir. você sempre pode fugir. Mas, lembre-se você é melhor que isso."


 Um livro que já começa a te impressionar pela sinopse, um livro com um tema e enredo muito difícil as vezes complicado entender e compreender os motivos.


 "Os heróis nem sempre usam capas, emblemas ou uniformes.Às vezes, eles apoiam aqueles que o fazem."



 No começo conhecemos muito de Natalie, e dos seus medos, e principalmente do seu egoísmo. Mas conforme no decorrer do livro vemos que tem muita dor por trás de uma história mal resolvida.

Ela tem a considerada família perfeita, mas o que se passa na realidade poucos sabem. Mas a vida dela no decorrer passa por uma "baque" e foi isso que fez ela realmente mudar e transformar



 "Eu te amo tanto, Natalie, e quando eu chegar em casa eu vou continuar te amando até que você me diga para parar. Mas não, por favor. 

Nunca me diga para parar.

Eu te amo.


Com tudo com todas  minhas forças"

 A autora nesse livro aborda não só a auto mutilação, mas outros temas como o trauma pós guerra, traição, perdão, o amor que pode superar e principalmente ajudar no momento que mais precisamos.


 "A mudança nunca vem lentamente,  formando no horizonte. É sempre em um segundo.Equilibrada na ponta de uma lâmina de barbear, em frascos de comprimidos vazios, por trás de duas linhas cor de rosa, ou de saber que um de seus filhos está lentamente entrando em um mundo de silêncio. "



 Essa autora não tem meios termos, ela conseguiu fazer esse livro intenso do começo ao fim e nos mostrar que sempre a luz no fim do túnel, infelizmente as vezes precisamos passar por coisas difíceis pra poder superar e aprender a amar verdadeiramente. A Natalie não sendo a mocinha que mais amei, ela mostrou que amadureceu e isso pra mim contou muito pois durante todo o livro vemos o amadurecimento e o crescimento dela em meio da turbulência .
TIRADO DE: AMEI A RESENHA DELAS

http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/2015/03/resenha-andrea-randall-in-stillness.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário