MENINAS,



SEJAM BEM VINDAS!

ESSE BLOG TEM POR OBJETIVO O INCENTIVO Á LEITURA, ONDE NOS TRANSPORTA POR MUNDOS DIFERENTES.

NOSSO COMPROMISSO É SEMPRE MANTÊ-LO ATUALIZADO!

A MARCA DESSE BLOG É NÃO FICAR CAÇANDO AS SÉRIES, POIS TODAS FICAM NA MESMA POSTAGEM, E TÃO LOGO SÃO ATUALIZADAS, SÃO COLOCADAS NA PRIMEIRA PÁGINA DO BLOG.


UM GRANDE BEIJO


LETÍCIA



DEDETIZADORA CAMPINAS E REGIÃO

FALAR COMIGO

24 de março de 2017

Nashoda Rose - Série Tear Asunder


Série Dilacerados

0,5 -Com Você
1- Rasgada por Você
2- Oprimido por Você
3 - Abalada por Você



LIVROS
Com Você


Sculpt é um lutador ilegal.

Também é o vocalista da banda de rock local. Ninguém sabe seu nome verdadeiro.
No momento em que o conheci ele me fez esquecer o meu.
A fim de convencer Sculpt a me dar aulas de defesa pessoal, tinha que seguir uma de suas regras, não me queixar ou ele sairia.
Não pensei que seria um problema. Podia lidar com algumas contusões.
O que eu não havia esperado era aterrissar de costas com o Sculpt em cima de mim e todo meu corpo ardendo por ele.
Tentei ignorá-lo.
Falhei, é obvio. E ter um cara gostoso e tatuado sobre mim, semana após semana e ele completamente imune ao que fazia ao meu corpo, era frustrante como o inferno, então quebrei suas regras, queixei-me.
Então ele me beijou.



Rasgada Por Voce

Série Dilacerados


O amor é como uma avalanche.

Bate forte, rápido e sem piedade.
Pelo menos foi o que fez comigo quando Sculpt o vocalista da banda de rock dilacerou-me, me fez sair do chão.
Literalmente, porque ele também era um lutador, ilegalmente, claro, e me ensinou a lutar.
Também me ensinou a amar e eu caí de amores por ele. Quero dizer, o cara era um doce, quando não estava sendo mandão e eu gosto de doce.
E então, tudo é destruído. Raptada. Faminta. Batida.
Estava sozinha e lutando para sobreviver.
Quando ouvi a voz de Sculpt, achei que ele estava lá para me salvar. Mas estava errada.

Oprimido por Você

Série Dilacerados

O amor é feio e segredos vão destruí-lo.

Kat
Eu não imploro. Eu não choro. E eu não dou uma segunda chance.
Ream, o guitarrista da banda Tear Asunder, merece uma medalha de ouro pela melhor jogada de sempre quando ele fugiu no momento em que descobriu o meu segredo, depois de dois dias de sexo quente. Então, ele traz uma garota para minha festa de retorno para casa do hospital — após eu ser baleada. Eu o odeio.
Até que...  Quando os pés de Ream desenrolaram para fora do carro, após uma turnê de oito meses.
Eu observei. E em minha defesa, qualquer garota olharia. Quase seria rude não reparar, porque Ream era do tipo de homem que se destacava. Não porque ele tinha cabelo rosa ou gritou ou foi desagradável.
Não, é porque ele era o oposto. Sutil e perigosamente tranquilo. Se ele falar com você, é melhor que ele goste de você por que senão, você cairia a seus pés implorando misericórdia. Exceto eu... Eu não imploro. — Nunca.
Mas quando nossos olhos se encontraram, foi à confiança inabalável de Ream que fizeram meus nervos disparar como pulverizadores de jato.
Então... Ream me disse que não precisava de uma segunda chance porque ele ainda estava trabalhando com a primeira.
Ream
O sexo é feio. É usar alguém para seu próprio prazer narcisista. Eu fiz isso, mas odiei — até ela. Ela era inacreditável. Então eu tive que destruir nosso começo com meu passado de asneira.
Eu não a mereço, mas sou egoísta e vou levá-la de qualquer maneira. Este é quem eu sou e é tarde demais para me mudar.



Série Dilacerados



O que começou como um acordo rapidamente se tornou uma amizade que conquistou monstros.

Matei, mas escapei do inferno. Sem emoção. Desconectada. Fria. Um manequim. É o que me tornei, para sobreviver aos anos em cativeiro. Fui capaz de suportar o abuso e a perda devastadora, enquanto permanecia isolada. Mas ele não me deixou. Crisis, o baixista da banda de rock do meu irmão, Tear Asunder.
Ele é arrogante, rude, um total filho da puta. Mas a estrela do rock tem muito mais sob sua pele tatuada e está determinado a me fazer rir novamente.
Ele me propôs um acordo, mas na verdade, era chantagem. Suas condições eram simples. Até que aconteceu algo inesperado. Algo forte o suficiente para me jogar no olho da tempestade. Porque mesmo que tenha escapado de anos de abuso, não significava que estava livre.
Uma nota de Haven
Quando tinha cinco anos de idade, meu irmão me ensinou a cantar. Praticava o tempo todo enquanto estava deitada no berço, no pé do armário, com um lençol esfarrapado puxado até o queixo.
O assobio do ar frio do inverno acumulava através das janelas podres, eu tapava os ouvidos e silenciosamente cantava para abafa-lo. Minha mãe me disse uma vez que o vento era um monstro com enormes garras nas mãos e sem dentes. Ele tinha um buraco negro que parecia uma boca, que era de onde o assobio vinha.
Aviso: Os elementos são feios e macabros. Mas há uma beleza, também e é por isso que estamos aqui.




9 comentários:

  1. Não consigo achar o livro 0.5 será que vocês poderiam colocar lá de novo ? Consigo achar todos menos esse!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Nossa adoro essa serie vcs vao traduzir tdos????

    ResponderExcluir
  3. Nossa adoro essa serie vcs vao traduzir tdos????

    ResponderExcluir
  4. Não consigo achar o livro 0.5,os outros acho normal.. Poderiam publicar novamente por favor..

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Super recomendo a serie incrivel!!!😀

    ResponderExcluir
  7. Queroo a história de Kit

    ResponderExcluir
  8. Gente alguém conseguiu o 0,5? Se alguém tiver envie p mim.
    mariliaalvespax@gmail.com

    ResponderExcluir