MENINAS,



SEJAM BEM VINDAS!

ESSE BLOG TEM POR OBJETIVO O INCENTIVO Á LEITURA, ONDE NOS TRANSPORTA POR MUNDOS DIFERENTES.

NOSSO COMPROMISSO É SEMPRE MANTÊ-LO ATUALIZADO!

A MARCA DESSE BLOG É NÃO FICAR CAÇANDO AS SÉRIES, POIS TODAS FICAM NA MESMA POSTAGEM, E TÃO LOGO SÃO ATUALIZADAS, SÃO COLOCADAS NA PRIMEIRA PÁGINA DO BLOG.


UM GRANDE BEIJO


LETÍCIA



DEDETIZADORA CAMPINAS E REGIÃO

FALAR COMIGO

3 de novembro de 2016

IRMÃOS MACKADE


Livro 1 - O Retorno de Rafe Mackade - 2012 reedição (The Return of Rafe Mackade - 1995) - 288 páginas


"Após dez anos Rafe Mackade retorna a Antietam, sua cidade natal. O rapaz rebelde, sexy e irresistível tornou-se um homem de sucesso com dinheiro no bolso e muitos planos para o futuro. Para começar acabara de realizar um grande sonho: comprara a antiga Mansão Barlow. Considerada uma casa mal assombrada, Rafe planeja restaurá-la nos mínimos detalhes. Para essa tarefa conta com a ajuda da bela Regan Bishop, dona de um antiquário local e tão rebelde quanto Rafe.
Além de contratar os serviços de Regan, Rafe também está muito interessado em arrumar espaço em sua vida atribulada para mais um desafio: conquistar aquela mulher arredia. Mas Regan não está disposta a ceder aos caprichos de um homem pecaminosamente lindo. Ainda que esteja se apaixonando por ele..."







Uma coisa tenho a dizer, Nora Roberts sabe como ninguém escrever histórias onde os personagens principais são homens. Quando são irmãos então, melhor ainda.
Rafe era um dos irmãos-trombadinhas-perigosos-Mackade. Desde novos gostavam de se manter em confusão e arrumar uma boa briga. Quando não brigavam com outros, brigavam entre si. Eram famosas as histórias de um quebrar o nariz ou o dedo do outro.
Mas o tempo passa e cada um tem que tomar o seu caminho com juízo.
Rafe não gostava da fazenda. Talvez por ter sido lá onde seu pai morrera. Com isso decidira ir embora para o sul.
Dez anos depois ele retorna realizado financeiramente e com um sonho em mente: fazer a velha Mansão Barlow voltar ao tempo de glória, transformando-a numa pousada.


Ao chegar na sua antiga cidade, ele se depara com a dona de um antiquário, Regan. Ela não se deixa impressionar pela beleza dele ou por sua fama de mau, mas aceita trabalhar com ele na reforma da mansão.
Nessa convivência, o que deveria ser apenas contatos de negócios, ou apenas sexo - já que se trata de adultos bem resolvidos -, algo mais começa a acontecer entre eles. E controlar isso é que são elas....


Atenção para as cenas dos bate bocas entre os irmãos (hilárias) e a cena da aposta entre o casal (fofa).
Sem dúvida mais uma saga da Dama Nora para eu me apaixonar.


Livro 2 - O Orgulho de Jared Mackade - 2012 reedição (The Pride of Jared Mackade - 1995) - 288 páginas





"Savannah Morningstar passou dez anos tentando reconstruir sua vida e dar uma vida digna a seu filho. Quando pensa que pode relaxar, Jared Mackade aparece em sua vida e abala suas estruturas. Irresistível e sexy, Jared é um advogado que chega com a notícia de que o pai de Savannah morreu e lhe deixou uma pequena herança. Sua relação com o pai nunca fora a das melhores, e a herança não serviria como um pedido de desculpa póstumo. Porém, mesmo que queira abrir mão do legado, antes terá de lidar com a situação, e isso significa negociar com Jared. Ele se sente cada vez mais importunado pela presença de Savannah. Afinal, ela é tão teimosa... e tão atraente! E se quiserem ficar juntos, os dois precisam vencer dois grandes desafios: o passado de Savannah e o orgulho de Jared."





Continuo dizendo que as cenas que Nora escreve sobre dinâmica familiar são impagáveis. Você morre de rir com toda a descrição, e, neste caso, a confusão armada.
Não há como os irmãos estarem no mesmo ambiente e algo de inusitado - e engraçado - não acontecer.

Savannah é uma guerreira. Colocada para fora de casa aos dezesseis anos ao confessar que estava grávida, ela fez de tudo na vida para manter o filho e dar uma vida digna a ele. Até que os bons ventos os trouxeram à cidade dominada pelo clã Mackade.
Com o falecimento de seu pai, e sendo procurada pelos advogados como sua herdeira, Savannah entra em contato com o advogado Jared Mackade.

Jared queria apenas fazer um favor para um colega de profissão. Fazer com que uma beneficiária de uma pequena herança assinasse a papelada e, assim, se livrar daquele problema. Mas sua suposta cliente não tornou a tarefa fácil. Sua teimosia só fez com que Jared ficasse mais interessado. E como dois teimosos, iriam descobrir quem vencia no final.

O relacionamento deles é bem conturbado. Savannah é o oposto de tudo que já interessou a Jared. Sua ex-esposa era o protótipo da mulher bem sucedida e elegante, e mais ou menos por isso, por tudo ser feito em "tons pasteis", o casamento deles acabou de forma amigável. Com Savannah os tons eram vibrantes. Tudo era feito na base da paixão. Ela não possuía a elegância, os diplomas, a cultura de Barbara, mas tinha o seu swing próprio que, de alguma maneira, o deixava louco.
As brigas deles também são homéricas - e engraçadas.
Nenhum Mackade pode ser acusado de ser calminho.

Adorei a história e fico imaginando que num happy ever after, não tem como não ter ainda muita confusão entre eles...

Livro 3 - O Coração de Devin - 2012 reedição (The Heart of Devin Mackade - 1996) - 288 páginas

"Há muito tempo o xerife Devin Mackade anseia pelo dia em que terá em seus braços o único amor de sua vida: Cassie Connor. Mas ela acabou de se libertar de um casamento doloroso, que traumatizou a ela e aos seus dois filhos. Quando Cassie aceita o convite de Rafe Mackade para ser a gerente de sua pousada, uma mansão restaurada e assombrada por fantasmas da época da Guerra da Secessão, Devin se preocupa ainda mais com ela e as crianças. Para piorar a situação, o ex-marido dela foge da prisão. Agora Devin terá de tomar uma decisão, e sua escolha deverá ser regida pelo coração."






De todos os irmãos, Devin foi o único que manteve um amor de adolescente. Quando Cassie tinha 16 anos, e ele 20, ele tomou coragem de falar-lhe o que sentia, mas já era tarde demais. Ela estava noiva de outro.
Após doze anos, Devin agora não era mais um dos Mackade encrenqueiro, mas o xerife da cidade. E para ele era um tormento ver Cassie definhando ano após ano, com vergonha de admitir que o marido a espancava.
Mas após espancá-la mais uma vez e quase violentar Regan Mackade, finalmente Cassie tomara coragem e se livrara do canalha. Agora, Devin poderia retomar de onde parara.

Cassandra Connor era mais forte do que acreditava. Aguentara por anos um marido abusivo, trabalhava como burro de carga para prover aos filhos e ainda suportava uma mãe fanática religiosa que não a deixava esquecer de seu pecado em separar-se do marido.
Ela merecia um descanso. E esse descanso veio na forma (e que forma!!!) de Devin Mackade.
A princípio ela não se achara merecedora de tanta atenção, mas depois caíra em si e lembrara-se que em sua juventude tivera uma queda por ele...
Sentia-se feliz por finalmente poder viver plenamente uma paixão. Mas antes disso ela precisaria vencer a resistência do filho e a ira de um ex-marido violento...

Esta história é fofa demais.
Enquanto as duas anteriores você morre de rir com as explosões dos casais, nesta, Devin não pode explodir o tanto que sentia vontade porque compreendia que Cassie era uma mulher atormentada pela violência doméstica. Com ela, ele precisava ser suave. Mas o fato de ter esperado por 12 longos anos e agora comportar-se como um jovenzinho apaixonada, é fofo demais!!!!

Uma coisa que me chamou a atenção também neste terceiro volume da saga (quis ler mais este antes de comentar isso, só para ter certeza), é que parece que Nora Roberts era mais ousada, nas cenas de amor, em seus livros mais antigos. Claro que nada é tããããão ousado quanto os livros atuais de outras autoras, mas noto que em seus livros, ela descreve as cenas de amor de forma velada, romântica, falando mais das sensações do que o ato em si. Entretanto, nestes 3 livros, as descrições dela estão um pouquinho mais profundos.

E como chegamos no terceiro irmão a se casar - o quarto e último está apavorado quanto a isso -, vamos ver como se dá com Shane Mackade. Quem será a mulher diferente que irá envolvê-lo...

Livro 04 - O Despertar de Shane Mackade - 2012 reedição (The Fall of Shane Mackade - 1996) - 288 páginas

"Shane Mackade amava as mulheres. Todas. Mas ele ainda não tinha encontrado aquela que levaria ao altar. Até conhecer a Dra. Rebecca Knight. O único problema era que ela estava muito ocupada pesquisando as lendas das terras dos irmãos Mackade, o que a impedia de sucumbir ao charme de único solteiro entre eles.
Talvez esse fosse o momento oportuno para Shane fazer a clássica proposta de unirem seus destinos. Afinal, o coração de Shane fora finalmente despertado...

Rebecca acreditava que para tudo havia uma explicação lógica e científica. Até que ela começou a ter pensamentos bastante suspeitos sobre Shane Mackade. Ela não sabia porquê isso estava acontecendo, mas uma coisa era certa:ela não estava disposta a arriscar."




Último irmão laçado e devo dizer que, para o tipo de homem que ele era, nada como uma queda alta e clássica.
Shane mantinha a antiga fama dos irmãos Mackade pela cidade. Ele gostava das mulheres e ponto. Altas, baixas, gordas, magras... Se dessem bola, eram uma conquista fácil. Sua determinação em manter-se longe do casamento era famosa.Para que se contentar com uma única flor quando se podia ter todo um jardim?

Rebecca era a moça da cidade grande. Super dotada, ela formara-se cedo na faculdade. Na verdade, naSfaculdades. Apesar da pouca idade, tinha vários diplomas e era uma rata de laboratório e pesquisas. Sua nova mania era os estudos da paranormalidade e quando ouviu falar sobre os fantasmas existentes naquela região, não pensou duas vezes.
Depara-se com Shane Mackade já no saguão do aeroporto. Foram educados um com o outro, mas estava na cara que um não fazia o tipo do outro. Ele era o garoto da fazenda. Rústico, com mãos calosas, jeito atrevido. Ela, a riquinha CDF da cidade grande. Não, definitivamente eles não eram compatíveis. E exatamente por isso acabaram na cama...

Neste livro as atividades paranormais são mais citadas obviamente por conta do estudo da personagem. Todos os personagens anteriores estiveram envolvidos com algum personagem da época da Guerra da Secessão. Mas Shane e Rebecca foram mais além nessa conexão.

A dinâmica familiar continua engraçada. As brigas entre os irmãos, uma constante, e vê-los comportando-se durante um almoço juntos, é fantástico. Mas a cena de que mais gostei, entre os 4 irmãos, foi a da delegacia, quando Shane cai em si sobre Rebecca. E logo após, a maneira com que ele se declara a ela foi de uma profundidade que era o esperado por ele ser como era. Por isso o nome original do livro ser "a queda de Shane Mackade".

Uma saga linda, dinâmica, envolvente, que Nora soube como ninguém descrever. Você quase pode tocar os personagens. E mais ainda, desejar fazer parte de uma família louca, amorosa e única como os Mackade.

E como toda a saga é permeada pela paranormalidade, as idas e vindas de pessoas do passado, que apareciam em sonhos, visões, cheiros, sons...nada como colocar como trilha sonora uma música que fala de magia e aromas...


"Posso sentir a magia flutuando no ar
Estar com você me faz ficar desse jeito...
Posso sentir você respirar
está completamente ao meu redor
E de repente estou me derretendo pra dentro de você
Não há o que provar
Tudo o que precisamos
é estarmos perdidos no toque
No lento e firme movimento
Meu bem, não é desse jeito que o amor deve ser?
Eu posso sentir você respirar
Somente respire..."
(Respire - Faith Hill)

Nenhum comentário:

Postar um comentário